I hate you, any.

Perguntaram-me se eu ainda gostava dele, eu disse, não. Perguntaram-me se ele ainda significava alguma coisa para mim, eu disse, não. Perguntaram-me se eu me importaria se ele fosse para outra, eu disse, não. Perguntaram-me se eu ficava indiferente se ele partisse, eu disse, sim. Perguntaram-me se eu o queria do meu lado, e eu disse, não.
No fim disseram:
- " Então se não gostas dele, se ele não significa nada para ti, se não te importas que ele fique com outra rapariga, se ficavas indiferente se ele partisse, e se não o queres do teu lado, porque dizes ser tão difícil esquece-lo ? "
Respondi que não gostava dele que o amava. Ele não significa algo para mim, ele significa tudo. Eu não me importava que ele ficasse com outra, eu morria. Eu não ficava indiferente, iria atrás dele. E eu não o quero a meu lado, eu simplesmente preciso dele do meu lado.
E eu não só tenho de esquece-lo, como, eu quero esquece-lo. Porque antes de eu o amar, tenho de me amar a mim mesma, porque pelos vistos se eu não gostar de mim, também ninguém se vai importar.
E sabes ? Eu odeio-o.

8 comentários:

Anónimo disse...

boa cena winda <3

sofia catarina . disse...

sabes pessoa anonima @ xD

Anónimo disse...

amei o texto, está tudo dito *-*

sofia catarina . disse...

obrigado <3

Anónimo disse...

Não sabes quem sou Sofi ?kkk até parece mal visto o tempo que nos conhecemos biatchhhh

sofia catarina . disse...

não me digas que é a vanda xD

Inês Cruuz disse...

bom texto besty !

sofia catarina . disse...

eu sei besty <3